quinta-feira, novembro 5

RIP ANTÓNIO SÉRGIO



A semana passada perdemos um amigo - nada menos do que o melhor radialista de todos os tempos! Um homem que respirava música, vivia para a música, sabia tudo de música, fosse punk, heavy ou rock... escrevi umas linhas no DA... sai amanhã sexta-feira 6.11.2009

António Sérgio – Calou-se a voz do “lobo”
O radialista António Sérgio Ferrão faleceu de crise cardíaca no passado Domingo dia 1 de Novembro, com 59 anos de idade. Conhecido como mentor de programas como o “Lança-Chamas”, “Som da Frente” ou “A Hora do Lobo” entre outros, na Rádio Comercial, o “mestre” como era conhecido tinha completado 40 anos de rádio havia pouco tempo.
António Sérgio nasceu em 1950 e iniciou-se na Rádio Renascença em 1968 pela mão do pai. Depois do 25 de Abril com a nacionalização do Rádio Clube Português, mais tarde Rádio Comercial – António Sérgio foi convidado para a nova estação por João David Nunes e depressa conquistou audiências, primeiro com o programa “Som da Frente” e depois com o “Lança-Chamas” aos sábados à tarde.
Foi em finais dos anos 80 que eu o conheci. Acabei por visitar o estúdio da Rua Sampaio Pina em Lisboa e assistir ao vivo a muitas emissões… A equipa que fazia o “Lança-Chamas” Ana Cristina Ferão (a companheira), Paulo “Scorp” Fernandes e Gustavo Vidal, divulgaram durante quase uma década o heavy metal em todos os seus estilos.
Quando a Rádio Comercial foi privatizada em 1993, o “Lança-Chamas” acabou e António Sérgio mudou-se para a nova rádio XFM, onde divulgava “blues” no programa “Grande Delta”, mas a XFM durou pouco e em 1997 voltou à Rádio Comercial para outro grande programa “A Hora do Lobo”, que esteve no éter quase 10 anos até 2007. O facto de António Sérgio ter um programa de autor, onde quem escolhia as músicas era ele devia fazer confusão a quem inventou o sistema de “play-lists”… vai daí dispensaram o Sérgio da Rádio Comercial em 2007.
Esteve pouco tempo no desemprego, já que Luis Montez o convidou para a nova rádio Radar onde António Sérgio emitia o programa “Viriato 25”… antes de falecer tinha gravado um programa…
Perdeu-se assim um grande homem da rádio, dizem que o último com programa de autor, um verdadeiro entendido em música, que respirava música, e vivia para a música. Muitas bandas lhe devem o sucesso que tem hoje. Muita gente lhe prestou homenagem na 2ª feira… mais de 200 pessoas acompanharam-no à última morada no Cemitério dos Prazeres em Lisboa. Que descanse em paz!
A música desta semana é dedicada a ti companheiro…
AM

Comments:
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
 
Uma perda de alguem que da significado ao conceito do que e ser um verdadeiro homem em toda a historia da nossa existencia.
Memoravel sem duvida assim como voce meu quase conterraneo.Deixou pergaminhos aqui no nosso Alentejo.O teu trabalho no diario do alentejo ainda ha que tenha memoria colectiva e consigo transmitir esse legado.Estava a reler a rock power com o Angus Young na capa.E lembrei-me de um rocker a seria como o cameraman metalico.Tu o Freitas o Antonio Sergio e mais alguns tiraram o rock nacional do underground.So me resta deixar-te um abraço.E a boa maneira da minha alma mater, Up the Irons!Abraço.
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?